Tutorial Geosampa

Saiba como utilizar as ferramentas disponíveis na navegação pelos mapas e camadas de dados do Geosampa.



Especificações técnicas




Configurando o Ambiente

O Geosampa é compatível com os seguintes navegadores:

  • Edge: versão 25 ou superior
  • Firefox: 28 ou superior
  • Google Chrome: 34 ou superior
  • Internet Explorer: 9 ou superior
  • Safari: 5 ou superior

Você poderá consultar essa orientação sempre que quiser clicando no botão ícone de interrogação.



Sistemas de Referência Cartográfica

No GeoSampa as informações são disponibilizadas em diversos sistemas de referência cartográfica, como SIRGAS2000, SAD69(96) e WGS84. A projeção em SAD69(96) é fornecida apenas em caráter de compatibilidade com bases antigas, visto que, em 2014, foi definida a projeção UTM/SIRGAS2000 (EPGS: 31983) como a nova referência para o Sistema Geodésico Brasileiro (SGB) e para o Sistema Cartográfico Nacional (SCN). Desde então são consideradas oficiais apenas as informações produzidas tendo o SIRGAS2000 como sistema geodésico.

Abaixo, estão os sistemas de referência cartográfica que podem ser encontrados no GeoSampa:

Datum Projeção EPSG**
SAD69(96) UTM* 23 S 5533
SIRGAS 2000 UTM 23 S 31983
SAD69(96) GEOGRÁFICA 5527
SIRGAS 2000 GEOGRÁFICA 4674
WGS84 UTM 23 S 32723

*UTM: Universal Transversa de Mercator - Sistema de coordenadas cartesianas

**A EPSG vem do nome do Grupo Europeu de Pesquisa Petrolífera (European Petroleum Survey Group), entidade que organizou por meio de códigos numéricos os Sistemas de Referência de Coordenadas (SRC) do mundo.




Dicas e instruções importantes

Verifique se seu bloqueador de “pop-up” está desativado. Caso contrário, alguns downloads podem ser bloqueados.

Para evitar possíveis erros, sugerimos realizar periodicamente a limpeza do cache do seu navegador. Para isso, basta acionar o atalho: Ctrl + Shift + Del.



Serviços Web

Webservice é o método utilizado para transferir dados através de URL/links entre diferentes plataformas. Os serviços web do GeoSampa estão disponíveis em dois formatos: WMS (Web Map Service) e WFS (Web Feature Service). O primeiro (WMS) é um serviço de imagem e que serve, principalmente, como georreferência, não sendo possível nenhuma edição ou cruzamento espacial. Já o segundo (WFS) é um serviço que disponibiliza o acesso e manipulação dos dados geográficos, a partir do vetor, permitindo operações espaciais.

O Geosampa, por meio de seus serviços online (WMS e WFS), possibilita que os usuários se conectem em softwares de geoprocessamento e sites, e acessem as informações em um ambiente fora do Mapa Digital da Cidade.

Para acessar dados por meio de serviço on-line (Webservice), utilize os links abaixo:

Tipo do serviço Link
WMS - Camadas http://wms.geosampa.prefeitura.sp.gov.br/geoserver/geoportal/wms
WMS - Mapas Base http://raster.geosampa.prefeitura.sp.gov.br/geoserver/geoportal/wms
WFS - Camadas http://wfs.geosampa.prefeitura.sp.gov.br/geoserver/geoportal/wfs

 



Conceitos




Dados abertos

O formato aberto dos arquivos permite sua reutilização em diversos aplicativos digitais. Ao clicar em “Dados Abertos”, a relação dos arquivos aparecerá de forma temática. Escolha um tema e faça o download do arquivo no formato desejado.

Os dados em formato aberto permitem que qualquer cidadão utilize variados softwares para adaptá-los às suas necessidades. Além disso, essas informações contribuem para a transparência e o processo participativo, bem como para a criação de novas aplicações colaborativas.

tela inicial do GeoSampa indicando
                         o botão Dados Abertos no canto superior direito



Metadados

Os metadados são as informações sobre cada uma das camadas, com o objetivo de proporcionar a correta utilização e interpretação dos dados, contendo: denominação, descrição do conteúdo, escala, tipo de arquivo, órgão responsável, periodicidade de atualização, entre outras informações. Em linguagem simplificada, são dados sobre os dados.

Para acessar os Metadados do GeoSampa basta clicar no botão "Acessar Metadados", localizado no canto superior direito:

tela inicial do GeoSampa indicando
                        o botão Acessar Metadados no canto superior direito

 

Será aberta a seguinte página - o Catálogo de Metadados Geográficos - na qual você pode procurar pela camada de interesse na barra de pesquisa e acessar seus metadados.

página inicial do Catálogo 
                        de Metadados Geográficos do GeoSampa

 



Escala

Escala cartográfica é a proporção de redução da área da paisagem real para sua representação no mapa. Existem dois tipos de escalas cartográficas: numérica e gráfica.


Escala numérica: expressa o valor em números.

No GeoSampa a escala mostra a variante dessa proporção no canto inferior esquerdo do mapa. Por exemplo: 100000 (cem mil). Isso significa que um centímetro no mapa corresponde a 100 centímetros (equivalente a 1 quilômetro) na paisagem real.


Escala gráfica: cada segmento da escala gráfica corresponde a certa distância, expressa em metros ou quilômetros.

Para saber mais clique aqui.

 

SQL - Setor-Quadra-Lote

O código SQL (setor-quadra-lote) representa a identificação dos lotes no Cadastro Imobiliário Fiscal da PMSP. Este código corresponde ao número do contribuinte e pode ser localizado no boleto de pagamento do IPTU. Também é possível identificar o código SQL utilizando o GeoSampa, veja como clicando aqui.

Imagem mostrando o que é setor-quadra-lote no cadastro do imóvel. 
                        O número é dividido em quatro partes compostas por 2 compostas por 3 dígitos que representam,
                        respectivamente, o código do setor(três primeiros dígitos) e o código da quadra(do 4° ao 6° dígito). 
                        Em seguida há uma parte do número composto por 4 dígitos que representam o código do lote. 
                        O último dígito que é após o traço é um dígito verificador.

 



Tela Inicial e Navegação




Mapa Digital da Cidade (MDC)

Esta é a primeira tela do mapa, ao acessar o GeoSampa. A seguir, serão descritas as alternativas de navegação e ferramentas disponíveis.

tela inicial do GeoSampa



Menu de Ferramentas e tipos de cursor

Menu de Ferramentas

(Clique nas flechas ao lado dos botões para ler sobre cada um deles)

Aproxima ou afasta. Ao alterar o zoom, a escala, localizada na extremidade inferior esquerda do mapa, também é alterada. É possível definir a escala numérica desejada digitando-a diretamente no campo "escala".
Quanto maior a escala, mais detalhada a imagem: 1:500 mais detalhe, 1:800.000 menos detalhe, por exemplo.
Cada camada possui um limite de escala de visualização adequado à sua legibilidade. Caso necessário, deve-se aumentar a escala até que a camada fique habilitada, pois só é possível ligar a camada, se o zoom for adequado a sua visualização. Por exemplo, a camada “Lote” só pode ser visualizada em escala abaixo de 1:5000 (exclusive)
Exibe/oculta o controle de camadas.
Apresenta resumo dos atributos da(s) feição(ões) da(s) camada(s) escolhida(s), desde que ligada(s) e visível(is). Para isso, posicionar e clicar com a mira no local da(s) feição(ões) de interesse.
Com camada(s) de interesse ligada(s) o botão fica habilitado. Ao ser acionado, desfaz a seleção.
Esta ferramenta apresenta dez abas. Ao clicar na 1ª aba, “Subprefeitura” , aparecerá uma caixa com o nome de cada uma das 32 Subprefeituras. Ao selecionar uma com um clique, o zoom aproximará a Subprefeitura escolhida para visualização.
A próxima aba “Distrito” funciona da mesma forma. Selecionando um dos 92 Distritos, o zoom aproximará sua visualização.
A terceira aba, “Marco Geodésico/Apoio” apresenta pontos fixos no terreno usados como referencial cartográfico. Para saber mais sobre o assunto clique aqui.
Após clicar nesse botão, escolha um dos temas do menu. De acordo com o tema escolhido, selecione a camada de interesse. Será apresentada uma série de arquivos. Ao selecionar o tipo de arquivo de interesse (GPKG, KMZ, SHP ou DXF), o download será iniciado.
Também podem ser baixados arquivos em formatos diversos pelo botão "Pesquisar", exigindo, entretanto, seleção de regiões/folhas/fotos no mapa.
Salve o mapa como imagem (arquivo tipo .jpg).
A imagem salva será exatamente como é vista na tela, incluindo os elementos das camadas, caso habilitadas.
Importante: pontos, linhas ou polígonos selecionados e/ou destacados em azul não aparecerão na imagem salva.
Ao clicar nesse botão, o cursor estará habilitado para medir a distância entre pontos, a área de um polígono ou o ângulo entre dois segmentos. Escolha a opção desejada.
Você pode saber mais sobre medições aqui.
Habilita uma janela para desenho com opções de símbolos, formatos, texto e cores. Saiba mais.
LiDAR é um aerolevantamento que tem como resultado uma nuvem de pontos a partir da qual se desenvolve o Modelo Digital de Superfície (MDS) e o Modelo Digital do Terreno (MDT).
Saiba mais.
A ferramenta de impressão permite a configuração de um título para seu mapa e a opção pela exibição de escala e legenda. Note que a legenda que aparecerá na impressão estará de acordo com o mapa base e as camadas habilitadas. A página de impressão está configurada no formato A4.
O enquadramento na prévia de impressão não é idêntico à tela. É possivel mover a imagem dentro da moldura. Se necessário, altere a escala da tela para uma visualização adequada.
Para imprimir, clique no ícone da impressora no canto direito inferior do mapa. Na tela de impressão que se abre, é possível escolher uma impressora que converta para o formato PDF, o que lhe permitirá alterar o tamanho da impressão. Neste caso, alertamos quanto à possibilidade de distorções.
Na parte de baixo será exibida a legenda do mapa base e das camadas habilitadas. Também serão mostradas as informações das feições selecionadas com o botão ícone do botão 'i', informação.
Exibe/oculta na tela a escala gráfica e as coordenas (UTM ou geográfica).
Exibe uma caixa de diálogo informando todos os botões do menu lateral, as informações sobre os navegadores compatíveis e os programas utilizados no desenvolvimento do GeoSampa.
Pode ser utilizado para enviar qualquer tipo de mensagem referente ao portal.
Para entrar em contato com a equipe, preencha nome, e-mail e envie sua mensagem.

Tipos de cursor

O cursor assume diferentes formas dependendo da sua função.

Abaixo estão os formatos que assume e as possíveis funcionalidades com exemplos de aplicabilidade.

cursor seta
Seta

Permite escolher funcionalidades (botões, camadas etc) e navegar pelo mapa.

exemplo de como aparece o cursor da seta, em cima do botão de 'contato'
cursor mira
Mira

A partir do uso do botão ícone do botão 'i', informação
Requer um ponto ou uma área no mapa.

exemplo de como aparece o cursor mira, para selecionar área no mapa
cursor dedo
Dedo


Seleção dentro de uma caixa de diálogo ou janela.

exemplo do cursor dedo selecionando um endereço dentro da janela de busca
cursor quadrado
Quadrado

Aparece para medir distância, área e ângulo (não há aderência/atração/ímã).
A precisão da medida inferida no mapa é limitada pela escala.

exemplo do cursor quadrado aparecendo para medir distância e área em um polígono
cursor cruz
Cruz


Arrasta caixa de diálogo/janela.

exemplo do cursor cruz usando-o para arrastar a janela de pesquisa
cursor texto
Cursor de texto


Preenchimento de um campo.

exemplo do cursor de texto para preencher um número específico na caixa da diálogo da escala do mapa


Mapas Base e Camadas

Você pode escolher um dos mapas base disponíveis como plano de fundo, sendo possível alterá-lo a qualquer momento durante sua navegação. Entretanto, é permitido visualizar apenas um por vez. Também é possível deixar sem plano de fundo.

caixa de diálogo para seleção de mapas base e camadas, com destaque para
                            os menus 'Mapa Base', 'Camadas' e para o tema 'Absatecimento dentro do menu de camadas

Em Camadas, está o conteúdo do mapa com as informações georreferenciadas de várias secretarias e órgãos públicos.

As camadas estão organizadas em grupos temáticos. Você poderá abrir o grupo clicando no botão + e habilitar a camada de interesse.

explicação da etiqueta de rótulo, de como usar o 'tooltip' e como ativar
                            a legenda de camadas que tenham esta característica aplicável

As informações sobre como cada camada foi produzida estão disponíveis no botão Acessar Metadados, que se encontra na parte superior direita, conforme indicado na sessão deste tutorial dedicada aos metadados, que você pode visualizar clicando aqui.



Informações sobre as feições ou elementos do mapa

Habilite, no menu à direita, a camada da qual buscará mais informações. Lembre-se que as informações somente aparecerão para as camadas habilitadas no menu. A seguir, clique no botão ícone do botão 'i', informação e após no elemento de interesse no mapa.

exemplo passo a passo do uso do botão 'i', informação: 
                            ativar camada de interesse, clicar no botão 'i', clicar no ponto de interesse no mapa

Informações fiscais do lote

O GeoSampa disponibiliza informações fiscais do lote, numa camada que é atualizada pela Secretaria Municipal da Fazenda (SF). Essa camada substitui os croquis fiscais, que não são atualizados desde junho de 2019.

Todas as informações do croqui fiscal estão no painel de informações (acessado pelo botão ícone do botão 'i', informação ) conectado diretamente ao banco de dados da SF.

  1. Primeiro, aproxime o zoom para possibilitar a visualização e permitir habilitar a camada;
  2. Ligue a camada “Lote” no grupo "Cadastro", subgrupo "Cadastro Fiscal";
  3. Clique no botão ícone do botão 'i', informação (Informação), em seguida, no lote de interesse.
  4. Aparecerá uma caixa de diálogo com as informações fiscais do lote.
Imagem indicando o 'i' de informações como quarto botão do menu de ferramentas do lado esquerdo da página do geosampa.
                                Mostra também lote selecionado e janela com as informações referentes a ele. As informações que aparecem são: setor, 
                                tipo de quadra, quadra, condomínio, tipo de lote, lote, dígito SQL, CodLog, Nome do logradouro, múmero da porta, 
                                complemento, situação, uso, área do terreno e área construída.

Em lotes ocupados por condomínio aparecerão as informações de cada unidade. Atente que também aparece o número do setor, quadra e lote (SQL).

Imagem indicando lote selecionado com o botão 'i' e janela com as informações referentes a ele, bom como atributos 
                                específicos para condomínios. As informações que aparecem são: setor, tipo de quadra, quadra, condomínio, tipo de lote, 
                                lote, dígito SQL, CodLog, Nome do logradouro, múmero da porta, complemento, situação, uso, área do terreno e área construída.



LiDAR 3D - MDT e MDS

A partir dos dados obtidos no aerolevantamento de 2017, utilizando um sensor laser emitindo feixes embarcados em helicóptero, foi realizada a cartografia 3D de toda a cidade. O produto é uma nuvem de pontos que possibilita a reconstrução do objeto em terceira dimensão.

Com isso, é possível visualizar pontos no terreno que constituem o Modelo Digital de Terreno (MDT), assim como o Modelo Digital de Superfície (MDS), ambos na forma de nuvem de pontos no mapa digital. O conteúdo está disponível para download e para consulta web. Para download, os arquivos estão em formato LAZ (LAS compactado) e podem ser usados para inúmeras aplicações com auxílio de diversos softwares. Com esses dados, por exemplo, a cratera e a cachoeira na zona sul da cidade ficam evidentes em imagens a baixo:

exemplo de mdt segunda parte do exemplo

Para a visualização web dos dados 3D, clique no botão ícone LiDAR 3D "LiDAR 3D" no menu à esquerda e selecione a porção do território do município que deseja visualizar. Após esse comando, abrirá uma tela para escolher que tipo de dado se quer abrir no visualizador web: MDS, onde estão representados o terreno e as edificações, árvores, obras viárias e outros objetos; ou MDT, em que somente o terreno é representado.

 

Depois escolher seu local de interesse e o tipo de modelo digital, clique em “Visualizar” e você será direcionado para uma nova janela, fora do mapa do GeoSampa, onde serão carregados os dados do LiDAR. Nesse ambiente, você poderá aproximar a visualização do modelo 3D, bem como fazer medições e análises.

tela do visualizador lidar 3d

O visualizador LiDAR possui as seguintes funções com o mouse:

Botão direito, você pode mover o espaço analisado dentro da janela de visualização

 

Botão esquerdo, você ajusta a orientação da visualização do modelo 3D (rotacionar, inclinar, ajustar o ângulo de visão, etc.)

 

Botão de rolagem (scroll), você dá zoom no modelo 3D

 

O visualizador LiDAR possui menus de configurações e ferramentas, dispostos na lateral esquerda da tela, que permitem que você aproxime o modelo 3D, calcule altura, entre outras funções. Entre as ferramentas disponíveis nesse menu, você vai encontrar o “Orçamento de pontos”, onde você pode escolher quantos pontos vão estar disponíveis para visualização na nuvem de pontos, bem como ferramentas para medir altura de edificações, distâncias, ângulo, volume, etc.

 

 



Medições

Calcular distâncias, área e ângulos

Ao clicar no botão Mostra o botão de medições expandido, com ícones de distância, 
                                    área e ângulo. o cursor estará habilitado para medir a distância entre pontos, a área de um polígono ou o ângulo entre dois segmentos.

  1. Escolha a opção desejada.
  2. Clique no ponto inicial e mova o cursor até o ponto seguinte.
  3. Com um clique, você continuará traçando um segundo segmento e assim por diante.
  4. Para encerrar a medição, dê dois cliques no último ponto.
Localização das ferramentas de 'Medir' no MENU de ferramentas e exemplo de medição com tamanho dos seguimentos e a soma de todos eles.

Para obter área e ângulos deve-se seguir os mesmos procedimentos.

As distâncias de cada segmento traçado ficarão registradas nos trechos da medição e a área, no interior do polígono. O ângulo será dado somente em relação ao último e seguimento feito e o anterior a este.

O resultado da medição não tem caráter documental e a precisão é limitada pela escala.




Ferramenta de Desenho

Ao clicar na ferramenta de desenho ícone do botão de 'Desenho', uma janela será habilitada.

Imagem mostrando as opções de desenhar no mapa. 
                                Primeiro, o modo de desenho, que pode ser ponto, linha, cículo, polígono ou texto.
                                Segundo, a cor do desenho, que pode ser azul, verde, amarelo, laranja-avermelhado, cinza ou só contorno escuro.
                                Terceiro, opções de edificações nos desenhos já feitos: limpar desenho, 
                                limpar desenho selecionado, mover vértice, mover ponto e mover polígono ou texto.
  1. Selecione o tipo de desenho que deseja inserir.
  2. Escolha a cor de sua preferência e, em seguida, insira o desenho no mapa.
  3. Seu desenho poderá ser movido ou editado utilizando as ferramentas da parte inferior da janela.
  4. Se desejar apagar apenas um dos elementos inseridos, clique no botão imagem do ícone lixeira, para apagar desenho e, em seguida, no desenho desejado.

Os desenhos inseridos ficarão ativos apenas durante cada seção de navegação. Caso feche o GeoSampa ou o navegador, os desenhos não serão salvos.



Download


Todo o conteúdo do GeoSampa está disponível para download.
Com exceção dos casos em que se faz a partir da aba de pesquisa ícone lupa, botão 'Pesquisar' (croquis e plantas, marco geodésico e apoio terrestre, imagem/MDC), os downloads são feitos clicando no botão ícone de download de arquivos.



Download de arquivos

Clique no ícone ícone de download de arquivos escolha o tema de interesse e, em seguida, os arquivos desejados.

Alguns arquivos podem estar divididos por distritos (como "Edificação", por exemplo) devido ao grande volume de dados. Lembre-se de verificar o local em que serão armazenados os arquivos obtidos pelo download nas configurações de seu navegador.

Janela de 'Downloade de Camadas' mostrando a lista de temas que podem ser escolhidos para download Janela de 'Downloade de Camadas' após escolha de tema e camada para download, para selecionar arquivo de interesse

Alguns deles estão disponíveis em mais de um formato. São eles:

PDF Portable Document Format: arquivo para visualização, contendo o mapeamento planialtimétrico do MDC.
DXF Drawing Exchange Format: arquivo em formato CAD contendo o mapeamento planialtimétrico do MDC. Os arquivos estão divididos por folhas do Sistema Cartográfico Metropolitano (SCM), representadas como quadrículas no mapa.
DXF | MDT Arquivo em formato CAD, contendo o modelo digital do terreno, ou seja, altimetria do MDC representada por curvas de níveis.
SHP Shapefile: formato popular de arquivo contendo dados geoespaciais em forma de vetor usado por Sistemas de Informações Geográficas.
KMZ Keyhole Markup Zipped: linguagem baseada em XML e serve para visualização mapas em 2D e navegadores terrestre em 3D. Esse padrão é utilizado, principalmente, pelo Google Earth.
XLS | CSV Planilhas de dados e séries históricas.
GPKG GeoPackage: formato de dados aberto, não proprietário, baseado em padrões para sistema de informações geográficas implementado como um banco de dados.
JPEG | JPG Joint Photographic Experts Group: formato de arquivo aberto de imagem comprimido para redução do tamanho. Geralmente é acompanhado de arquivo .aux com a informações de localização geográfica para ser utilizado em softwares de geoprocessamento.

 



Download de croquis e plantas

Para realizar o download você precisará clicar na aba "Área Pública/Planta" no menu Pesquisar ícone lupa, botão 'Pesquisar'. Em seguida escolher entre as quatro opções para localizar e fazer o download dos documentos após habilitar a camada correspondente.

As camadas Cadastro de Área Pública - CAP, Croqui Patrimonial e Área Cedida estão no grupo Cadastro dentro do subgrupo Área Pública. A camada Utilidade Pública e Interesse Social (DIS/DUP) está no grupo Legislação Urbana e no subgrupo Requalifica Centro.

As camadas Área Urbanizada Regularizada - AU e Arruamento - ARR estão no grupo Cadastro dentro do subgrupo Parcelamento.

Imagem mostrando onde localizar a camada referência que precisa estar ativada para download de Cadastro de Área Pública:
                                        grupo Cadastro, subgrupo Área Pública, camada Cadastro de área pública - CAP. Imagem mostrando onde localizar a camada referência que precisa estar ativada para download de Croqui Patrimonial:
                                        grupo Cadastro, subgrupo Área Pública, camada Croqui Patrimonial. Imagem mostrando onde localizar a camada referência que precisa estar ativada para download de Área Cedida:
                                        grupo Cadastro, subgrupo Área Pública, camada Área Cedida. Imagem mostrando onde localizar a camada referência que precisa estar ativada para download de Planta DIS DUP:
                                        grupo Legislação Urbana, subgrupo Requalifica Centro, camada Utilidade Pública e Interesse.



Marco Geodésico e Pontos de Apoio Terrestre

Para realizar o download você precisará, no menu pesquisar ícone lupa, botão 'Pesquisar', ativar a aba: "Marco Geodésico/Apoio".

O Marco Geodésico/Apoio é a terceira aba da janela de pesquisa e apresenta pontos fixos no terreno usados como referencial cartográfico.

  1. Primeiro, habilite a camada “Marco Geodésico” e "Apoio Terrestre", que estão em Meio Físico/ Topografia.
  2. No mapa, identifique o marco próximo a área de seu interesse.
  3. Entre na ferramenta “Pesquisar”, na aba "Marco Geodésico/Apoio”, selecione em "Tipo" que será consultado e em "Denominação", preencha com a identificação do marco/ponto de apoio terrestre.
  4. Na caixa a baixo, aparecerá o identificador completo do marco/ponto de apoio, novamente.
  5. Ao clicar o ponto, ele aparecerá centralizado na tela.
  6. Clique no ponto selecionado e será feito o download da monografia do Marco Geodésico/Ponto de Apoio Terrestre.
imagem motrando o resultado de clicar com o botão 'i' no Marco Geodésico



Download de imagens/MDC

Para realizar o download você precisará, no menu pesquisar ícone lupa, botão 'Pesquisar', ativar a aba: "Download de Imagens/MDC".

  1. Primeiro selecione o tipo de download de imagem desejado.
  2. Depois aperte em selecionar.
  3. Posicione o cursor do mouse na área de interesse e clique sobre o local desejado.
  4. A área do mapa articulado ficará destacada.
  5. Ao clicar na área em destaque ou no botão download, uma janela aparecerá com os arquivos disponíveis.
  6. Clique no nome do arquivo escolhido para abri-lo ou salvá-lo em seu computador.

 



Principais Pesquisas




Pesquisa a partir do endereço

Clique em ícone lupa, botão 'Pesquisar' e escolha a aba Endereço. Preencha os campos sem acentuação. O “tipo” de logradouro (rua, avenida, viela, estrada etc.) e o “título” do logradouro (Santo, Padre, Engenheiro etc.) não são obrigatórios, mas podem ajudar a refinar sua busca. Caso utilizados, insira-os nos campos específicos e não com o nome do logradouro.

Janela da ferramenta 'Pesquisar', com a aba 
                        'Endereço' selecionada, pesquisando pela 'Rua Paraiso'

Atente para a possível existência de mais de uma página com opções de logradouros com o nome pesquisado.

Resultado de pesquisa pela 'Rua Paraiso', com o 
                        seguimento do logradouro em questão destacado

Na pesquisa por endereço e número, o ponto resultante aparecerá dentro do respectivo lote. Caso o número pesquisado não conste no banco de dados, a pesquisa indicará o local mais próximo no eixo da via.

Exemplo de resultado de pesquisa por endereço 
                        com número, que destaca o ponto respectivo ao endereço no mapa



Pesquisa por lote fiscal - SQL

Clique em ícone lupa, botão 'Pesquisar'. Na janela de pesquisa, a aba Setor-Quadra aproxima a visualização do lote, após o preenchimento das lacunas.

imagem de setor-quadra



Consulta ao IPTU

À esquerda, localize a ferramenta “Pesquisar” ícone lupa, botão 'Pesquisar' e selecione a aba IPTU. Preencha as informações de setor, quadra e lote, depois clique em “Listar”.

Janela de pesquisa com a aba 'IPTU' ativada, 
                            com pesquisa pelo preenchimento dos campos 'Setor', 'Quadra' e 'Lote'

Aparecerá uma caixa para verificação de acesso e depois as informações do IPTU do lote indicado.

Informações do IPTU do lote indicado na imagem anterior, resultado da pesquisa



Pesquisa sobre o zoneamento - SISZON

Essa pesquisa traz a consulta ao Sistema de Zoneamento (SISZON). No botão Pesquisar ícone lupa, botão 'Pesquisar' , localize a aba Zoneamento e preencha Setor, Quadra e Lote.
O resultado apresenta: zoneamento, parâmetros de ocupação, quota ambiental e notas - quadro 3 da lei n° 16.402/2016.

Janela de pesquisa com a aba 'Zoneamento' ativada, com pesquisa por um lote com os campos 'Setor', 'Quadra' 
                            e 'Lote' preenchidos e lote em destaque no mapa

Clique em “Visualizar Impressão”, na parte superior direita, e obtenha um relatório formatado.

Resultado da pesquisa de Zoneamento para um lote, com destaque para o botão 'Visualizar Impressão no canto 
                            superior direito da janela em questão e mais uma janela de mensagem com orientações no caso necessidade de atendimento sobre zoneamento, indicando link para mais informações

Para saber mais informações sobre o zoneamento, observe a caixa “Mensagem” e vá no link “clique aqui”.

imagem ao clicar visualizar impressão, após pesquisa por zoneamento de um lote



Pesquisa sobre Licenciamento - sistema SLCe

O Sistema de Licenciamento Eletrônico de Construção (SLCe) é gerenciado pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) e compila os seguintes processos:

I- Licenciamento de edificação nova ou reforma para os seguintes usos:

Residências unifamiliares;
Casas geminadas;
Casas sobrepostas;
Usos não residenciais até 1.500 m² de área construída;

II– Pedidos de licenças complementares tais como:

Estande de vendas;
Certificado de conclusão;
Grua;
Troca de responsabilidade técnica;
Tapume;
Comunicação de obras de emergência;
Desdobro e remembramento de lote;
Outras comunicações;
Alvarás de demolição;

Passo a passo:

  1. Primeiro, à esquerda, localize a ferramenta “Pesquisar”, selecione a aba ”Licenciamento” e preencha as informações de setor, quadra e lote, depois clique em “Listar”.
  2. Para obter um relatório em PDF, vá até “Documento Alvará SLCe”, clique em “Clique aqui para abrir”.
  3. Abrirá uma caixa de diálogo com as informações disponíveis no SLCe sobre o SQL informado.
  4. Ao clicar no link “Clique aqui para abrir” o documento fica disponível para visualização e download.

Janela de pesquisa com a aba 'Licenciamento' ativada, com pesquisa 
                                por um lote com os campos 'Setor', 'Quadra' e 'Lote' preenchidos. Resultado da pesquisa com janela dos 'Dados de integração' com o Sistema Licenciamento Eletrônico - SLC-e com destaque 
                                para o botão 'Clique aqui para abrir' o 'Documento Alvará SLC-e'



Consulta ao CIT – Cadastro de Imóveis Tombados

Consulta e emissão de certidão digital que esclarece sobre a situação do imóvel quanto à incidência ou não de legislação de tombamento.

Clique no botão Pesquisar ícone lupa, botão 'Pesquisar' e vá até a aba CIT. Digite as informações de setor, quadra e lote e clique em “Listar”.

Janela de pesquisa com a aba 'CIT' ativada, com pesquisa por 'Setor', 'Quadra' e 'Lote'

Em seguida, será exibida uma janela de integração, apresentando informações relacionadas ao tombamento do imóvel.

Janela dos 'Dados de Integração' com o banco de dados do 'CIT - Cadastro de Imóveis Tombados', com exemplo de resultado para um lote

Essas informações podem ser salvas ou impressas, na forma de uma certidão digital, clicando em “Visualizar Impressão”.

Visualização da janela de impressão após pesquisa no banco de dados do 'CIT - Cadastro de Imóveis Tombados'



Outras consultas disponíveis

Além das consultas já mencionadas, existem duas consultas estruturadas disponíveis para uso no botão Pesquisar ícone lupa, botão 'Pesquisar'. A primeira é a consulta por Subprefeitura. Para acessá-la, entre no menu Pesquisar, abra a aba Subprefeitura e lá está disponível a lista com os nomes das 32 subprefeituras. Ao clicar em uma delas, ficará selecionado o território da subprefeitura em questão, possibilitando rapidamente sua localização no mapa.

A segunda consulta estruturada é dos Distritos e funciona tal qual a das Subprefeituras. No menu Pesquisar, clique na aba Distrito, selecione o distrito de interesse e esse será selecionando, permanecendo destacado em azul.

 



Saiba mais sobre o Geosampa



Histórico

O Mapa Digital da Cidade (MDC) é o suporte cartográfico do Sistema de Informações Geográficas do Município de São Paulo (SIG-SP), regulamentado pelo Decreto 57.770, de 3 de julho de 2017. O MDC, é uma base cartográfica digital cadastral nas escalas 1:1.000, na área urbana, e 1:5.000, na área rural do Município de São Paulo, resultado de levantamento aerofotogramétrico realizado no ano de 2004, com recursos do Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT), do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). A construção do MDC incluiu a implantação da Rede Básica de Referência Geodésica do Município de São Paulo, com 302 marcos, cobertura aerofotogramétrica colorida com cerca de 12 mil fotos, apoio de campo planialtimétrico, aerotriangulação, restituição digital, modelo digital do terreno, reambulação, edição, preparação de arquivos para uso em sistema de informações geográficas, elaboração de mais de quatro mil ortofotos digitais, construção de base de dados cadastrais de imóveis e logradouros, entre outros produtos e serviços. Esses trabalhos permitiram a modernização do sistema cartográfico municipal, que já em 1978 foi digitalizado em um sistema pioneiro denominado Geocodificação de Logradouros (GEOLOG). Os desafios da atualização e disseminação desses dados demandam permanente evolução tecnológica e organizacional. Em 2017, foi realizado um aerolevantamento que produziu além de ortofotos e mapeamento detalhado da vegetação, a cobertura de toda a cidade por dados LiDAR.



O GeoSampa

O resultado dessas atividades pode ser usado no portal GeoSampa, disponível desde dezembro de 2014. A partir do mapa também é possível realizar download de arquivos georreferenciados, mapas, plantas, croquis, imagens de satélite, fotos aéreas e ortofotos. Atualmente, são disponibilizadas mais de 300 camadas temáticas com informações cadastrais (310 setores, 55.000 quadras e 2,5 milhões de lotes fiscais), a localização de cada uma das cerca de 650.000 árvores do sistema viário, os perímetros do zoneamento do município, a localização dos equipamentos públicos nas áreas de educação, saúde, assistência social, cultura, esportes e lazer, a localização e situação das 400 áreas de risco do município. Arquivos em formatos .shp, .kmz, .dxf, .pdf e .jpg também podem ser baixados contendo tanto as informações vetoriais do mapa como fotos, ortofotos e cartas. Para o servidor público municipal, o sistema tem permitido a redução do tempo de resposta a processos administrativos pelo acesso único e simplificado aos dados. Para o público externo tais como órgãos públicos estaduais e federais, estudantes, empresas, conselhos gestores, organizações não governamentais, comunidades digitais e moradores, viabiliza-se o acesso e a transparência das informações públicas. O acesso a um único portal para consulta e aquisição de arquivos geoespaciais em formato aberto permite assim, o acompanhamento dos dados de múltiplos temas em uma única aplicação.



Projeto SIG-SP

O SIG-SP é o instrumento para a produção, manutenção, análise, disseminação e divulgação de informações mapeadas como subsídios para o planejamento, implementação e gestão de políticas públicas nas áreas de atuação do governo municipal, priorizando o atendimento ao cidadão. O sistema é constituído, de forma integrada, pelos subsistemas de pessoas, procedimentos organizacionais, dados, programas e equipamentos computacionais, abrangendo os dados sociais, culturais, econômicos, financeiros, patrimoniais, urbanísticos, administrativos, físico-territoriais, ambientais, geológicos, geográficos, cartográficos e outros de interesse do Município, sendo, essencialmente, um sistema aberto, dinâmico e permanente, em constante adequação à realidade urbana. Nesses termos e diante do grande volume de informações disponíveis na administração municipal, a Prefeitura de São Paulo optou pela adoção de uma visão integradora. Ao invés da construção de um novo sistema ou mesmo da migração de todos os dados para uma base única, optou-se pela criação de um ambiente compartilhado que integre dados geográficos de referência (distritos, quadras fiscais, cartografia, por exemplo) aos sistemas de informações já existentes, permitindo a visualização das informações oriundas destes diretamente no mapa. A disponibilização de um volume de informações de aproximadamente 10 terabytes a uma grande quantidade de usuários representa um desafio, principalmente, se consideradas as questões como integridade e segurança dos dados. O projeto de construção do SIG-SP vem sendo implantado passo a passo, de modo a permitir a disponibilização de ferramentas aos usuários já nos primeiros meses de projeto. Como principais etapas, destacam-se 1) a construção da base corporativa de dados pela organização dos dados cartográficos (Mapa Digital da Cidade), cadastrais (setor, quadra, lotes, logradouros) e temáticos; 2) a implantação de um sistema de infraestrutura dos dados municipais; 3) elaboração do catálogo de metadados e 4) a integração das bases e sistemas já existentes via conversão de dados espaciais. Para garantir a sustentabilidade do projeto, foram utilizadas geotecnologias compatíveis com as diretrizes nacionais de dados espaciais e ainda as tecnologias GeoServer e OpenLayers para a construção da Infraestrutura de Dados Espaciais, além do portal de mapas. Trata-se do primeiro projeto de geoprocessamento na Prefeitura de São Paulo a usar tecnologia de software livre. Dentre os requisitos técnicos de implantação, vale destacar a definição de padrões de intercâmbio de dados geográficos, compatível com a Open Geospatial Consortium (OGC), concretizando uma visão voltada para a transparência e compartilhamento que garanta a operabilidade e o efetivo uso das informações geoespaciais.

 



Ficha técnica



Coordenadoria de Produção e Análise de Informação (GEOINFO)

Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL)

Prefeitura Municipal de São Paulo (PMSP)


Coordenação

Beatriz Cervino Milla
Luciana Pascarelli dos Santos
Steffano Esteves de Vasconcelos

Elaboração e execução

Amanda Mendes de Sousa
Beatriz Cervino Milla
Steffano Esteves de Vasconcelos
Luciana Pascarelli dos Santos
Luciana Chakarian Kuada
Aline Priscila da Silva (ex-membra da equipe)
Flora Edith Naomi Waragaya (ex-membra da equipe)
Italo Ribeiro
Márcio de Oliveira Soares